Perfil
Menina pequena que ama Starbucks e qualquer coisa que inclua letras. Lê para viver e escreve para respirar. Não sabe andar de bicicleta mas sabe fazer origamis. Vícios incluem Harry Potter, maquiagem, finais felizes e livrarias.
 
 

Wishlist

♥ ♥ Coleção de obras completas de Shakespeare ♥ Cd The Metal Opera (parte I e parte II), do Avantasia ♥ Livro Fama e Anonimato, Gay Talese ♥ Livro A Menina Que Roubava Livros, Markus Zusak
 
 Arquivos

25/07/2010 a 31/07/2010

07/02/2010 a 13/02/2010

15/11/2009 a 21/11/2009

30/08/2009 a 05/09/2009

23/08/2009 a 29/08/2009

19/07/2009 a 25/07/2009

31/05/2009 a 06/06/2009

10/05/2009 a 16/05/2009

26/04/2009 a 02/05/2009

12/04/2009 a 18/04/2009

 
 Links

 

Visitas

 
09/02/2010 às 22h51

Ouvindo: um pout-porri de Broken-Hearted Girl, If I Were a Boy e Halo – Beyonce

 

Por mais cruel que seja dizer isso nesses tempos tempestuosos (literalmente), algumas nuvens são muito piores do que as que se aglomeram no céu – se você for de São Paulo, provavelmente as quatro da tarde de qualquer dia dessa semana você poderá presenciar o evento com seus próprios olhos. São aquelas nuvens sorrateiras, com cheiro de enxofre, densas e carregadas de coisas muito mais ácidas do que qualquer chuva pode ser: elas chegam sem mais, nem menos. As vezes passam meses sem te visitar, as vezes semanas. Me sinto mal pelos que passam apenas algumas horas sem elas. Seja como for, todos as tem - só não sei como chamá-las.

 

A previsão do tempo pode indicar sol, e ao contrário do que você esperava, seu dia resultará em raios. Trovões barulhentos, dizendo em voz alta as coisas que você ignora, e raios resplandecendo de luz vão te mostrar tudo que você escondeu em uma gaveta. A mesma gaveta em que você um dia teve que colocar sonhos ditos impossíveis, pensamentos infelizes e outros felizes. A gaveta vai ganhar uma frestinha, pequenininha: e nela choverá. E você choverá pelo seu próprio rosto, levando embora máscara, dores e amores, tão violentamente quanto a mais vil correnteza.

 

E, então, quando você menos esperava, o tempo abrirá. A água começa a abaixar lentamente. Lá no horizonte, parece um arco-íris. Você não tem certeza, porque seus olhos ainda parecem estar borrados com toda a enchente de emoções que extravasaram. Mas, seja lá o que for, você sabe que a tempestade já foi embora – pode respirar de novo.



Speak Up!